O roteiro original de SAGRADO SEGREDO incluía apenas a versão documental cujo resultado foi montado sob o título de O Teatro de Deus, um documentário sobre o trabalho do grupo Via Sacra de Planaltina, filmado na quinta e sexta-feiras santas do ano de 1999. Mas depois de ver o material, o diretor André Luiz Oliveira conta que sentiu que poderia incluir ali suas impressões infantis sobre a história de Jesus, acrescidas de tudo o que apreendeu em leituras, abordagens e questionamentos posteriores. “Fiquei atraído por esse formato híbrido (doc/ficção) também pelo risco que iria correr ao utilizar uma abordagem diferente de tudo o que já tinha feito ou visto. Gosto sempre de arriscar”, conta ele.

Assim, optou por voltar no ano seguinte ao Morro da Capelinha, já com atores dando vida a uma equipe de filmagem. E ainda retornou outras vezes, para captar imagens complementares, closes, takes de cobertura. Por fim, convidou Amit Goswami para fazer uma exposição de suas idéias a respeito da figura de Jesus Cristo na história da humanidade à luz de uma ciência contemporânea. Os depoimentos de Amit Goswami conduzem a narrativa. O físico quântico também lança questões que podem mexer com dogmas da Igreja Católica: “Ele afirma que obediência às regras não combina com a mensagem deixada por Jesus, que pregou a liberdade e que dizia ‘que a verdade nos liberte’”, explica André Luiz Oliveira.